[ENTREVISTA] iKON para a Vogue Korea – Edição de Março

8 de maio 2017 Sem categoria Por Angel

C57Y5DyXQAEsiqJ“Você quer estar no clipe da nossa banda?” No filme <Sing Street: música e sonho>, existe apenas uma razão para que a banda se junte. Um garoto se apaixona por uma garota à primeira vista.

 

Idols são planejados e produzidos por empresas de entretenimento com sistemas particulares, mas a história individual de cada membro é um pouco espontânea.

 

Bobby começou com o rap por que sentiu que deveria ser bom em algo, cantando, fazendo rap ou dançando, para ser popular entre as garotas. Koo Junhoe, que sempre foi um aluno abaixo da média e piadista, virou cantor porque o único momento em que era aplaudido era com sua dança. Se os garotos jovem não desejam ser tão legais quanto eles, metade dos músicos do mundo provavelmente não existiriam.

 

Jinhwan: o personagem principal não começou tão bem, e parecia com uma criança fraca. Mas nós podemos nos referir a ele, como ele parece ter descoberto força e confiança na música sozinho. Nós também trabalhamos tanto que nós não temos ideia do que estaríamos fazendo se não o que estamos fazendo agora.

 

Em < Sing Street > Lucy Boynton diz depois de pular em um Rio para o clipe, “para a nossa arte, não podemos fazer nada pela metade”. Apesar de que eles tenham feito pequenas atividades depois do debut, nós vimos o iKON durante todo o processo de virarem ícones. Se fôssemos escolher uma palavra chave para os shows de variedades pelos últimos 10 anos, seria “sobrevivência”, e iKON já passou por dois programas de sobrevivência <WIN:Who’s Next>, e <Mix and Match>, para debutar.

 

Mesmo depois de Koo Junhoe ter participado de <KPOP STAR> e Bobby e B.I terem participado de <SHOW ME THE MONEY 3> seus dias de trainees foram prolongados com outro programa de sobrevivência. O processo foi bastante difícil, a palavra-chave para se referir à esses três shows é “lágrimas”, mas iKON acabou ganhando a paixão e apoio de muitos mesmo antes do debut. Nós investimos muito mais no futuro do iKON do que no dos nossos irmãos mais novos. Esperando que esse garotos, que insistiram tanto nos seus sonhos, pudessem debutar. E que eles pudessem se sentir felizes em cima do palco.

 

Ver seu álbum estrear em três partes durante 2015 foi como assistir o último episódio do drama da Maioridade. Felizmente, esse teve um final feliz. ‘My Type’, ‘Rhythm ta’ e ‘Dumb and Dumber’ foram ao topo dos charts e de vários programas musicais, e iKON acabou competindo com ele mesmo. iKON sabe como trabalhar no palco tanto quanto seu sunbae BIGBANG, e acabou com o estereótipo da YG com sua afiada, sincronizada coreografia, e também lançou músicas emocionantes junto com as mais agitadas.

 

Os nomes de B.I e Bobby foram notados junto nos créditos das músicas como letristas e compositores. Eles são idols que compõem as próprias músicas. Kim Donghyuk fez a coreografia de ‘Airplane’ sozinho. Esses garotos que brilharam em suas posições se juntaram e criaram uma única e suave cor ao iKON. Seu primeiro álbum foi tão bom de ouvir mesmo sem assistir as performances. Sua estréia não foi bem uma ansiedade de ver garotos desconhecidos, mas sim um grupo que tem habilidade e talento. Se alguém fosse escrever sobre os idols da nação, iKON com certeza teria a maior parte do ano de 2015.Na biografia de iKON, o grupo foi criado por “sobrevivência”.

 

iKON, que está bastante ocupado preparando seu segundo álbum, nos lembrou de seu primeiro, indicando que “foi uma boa experiência”.

 

B.I: Eu coloquei bastante significado apenas no fato de que foi pelo menos lançado. Levou bastante tempo para prepará-lo, e assim como a primeira mordida não é o suficiente para te deixar satisfeito, eu acho que foi apenas uma base para voltar com um segundo álbum ainda melhor.

 

Não foram apenas as músicas título que tiverem bastante peso/qualidade. Além das músicas que são amadas por muitos, cada membro tem a sua favorita.

 

Bobby: Eu gosto muito de “I Miss You So Bad”. Eu escrevi a parte do meu rap muito bem. O que é fora do comum para mim.

Donghyuk: Eu amo dançar, então “Rhythm Ta” é a melhor. “Dumb and Dumber” é bem divertida, mas provavelmente parece bem engraçada. Eu consigo manter meu orgulho com “Rhythm Ta” (risos).

B.I: Tem uma música chamada “M.U.P”, mas não é muito conhecida, ela capta bem o “eu” daquele período, sabe. É também meu gênero de música favorito.

Junhoe: “Today”, foi inclusa no nosso comercial da Pepsi, e é minha favorita porque me lembra do nosso período em Jejudo, entre a brisa do mar.

B.I: Nós todos temos cores/opiniões bem diferentes, porque a música e o gênero que nós gostamos são todos diferentes. Os tons da nossa pele também são diferentes haha (LOL ).

 

Foi como um desafio combinar os gostos desses sete garotos com estilos e talentos totalmente diferentes. Nenhum dos membros viu isso acontecer. Mas a música mais amada pelo iKON é “My Type”.

 

Junhoe: “My Type” é tocada em cada episódio de <Delicious Guys>. Normalmente é cortada depois do refrão mas eles sempre tocam depois do segundo verso. Eu fico realmente grato e emocionado por isso.

 

Nos últimos anos, iKON tem se esforçado para ser o tipo dos fãs internacionais. Começando com seu debut japonês, eles fizeram turnê por Hong Kong, Nanjing, Bangkok, Singapura, Kuala Lampur, Jakarta e outras cidades da Ásia. Eles até ganharam o prêmio mais prestigiado, Rookie do ano, pelas empresas japonesas. Como um presente pela todas suas atividades durante do ano.

 

Donghyuk: Como foi totalmente inesperado, foi um momento realmente desesperador e emocionante para todos nós. Nós éramos estrangeiros e ninguém nos disse que iríamos à cerimônia para receber o prêmio. Para ser honesto, eles normalmente nos dizem antes nas cerimônias coreanas (risos).

 

Esses garotos que transformaram palcos do mundo inteiro em playgrounds criaram confiança para se sair bem em palcos de qualquer tamanho, além da habilidade de usar palavras certas para fazer piadas. O CEO da YG, Yang Hyun suk, nomeou o grupo com um ‘K’ ao invés do ‘C’ pois queria que eles fossem ícones da ~Korea~. E seu desejo se realizou. O fandom Internacional cresceu ao ponto de que não seria nenhum esforço dizer que é maior do que seu fandom natal. Na segunda metade do ano passado, Bobby participou da collaboration unit chamada MOBB com o membro do WINNER, Song Mino, e ele pôde afirmar mais uma vez sua relevância como rapper. Também, o membro mais novo do grupo, Jung Chanwoo, fez 20 anos, tornando todos os membros do grupo maiores de idade.

 

Depois de terminar com suas promoções internacionais com sucesso, os membros nos deixaram ansiosos por atividades coreanas. Quando são perguntados se seu hiatus coreano os deixam preocupados, eles respondem, otimistas, “ é claro que sim, mas isso é apenas como temos que trabalhar, então estamos dando um passo de cada vez!”. Ao contrário do primeiro álbum, onde apenas Bobby e B.I tiveram partes na letra e composição, todos os membros estão participando da criação do segundo álbum. No período em que o primeiro álbum foi lançado, as criações de B.I totalizavam 40 músicas, 25 foram negadas pela empresa. Aproximadamente 10 de suas músicas foram lançadas pelo mundo.

 

O estado do segundo álbum é secreto. Os membros apenas deram dicas de suas letras composições.

 

Bobby: Eu tenho muitos pensamentos sobre quem deveria escutar minhas músicas. Quando eu sinto que quero que certa música seja tocada em clubes ou bares, eu faço bem animada.

B.I: Eu normalmente escrevo depois de criar uma imagem/cena primeiro. Para músicas bastante animadas, eu imagino um clube ou o oceano, e para músicas tristes de amor, eu as escrevo como um poema. Tem uma música que eu escrevi há muito tempo atrás baseada em um sonho que eu tive. Eu não vou entrar em muitos detalhes, porque é meio coisa de garoto (risos) ~🌚🌚🌚🌚

Donghyuk: Teve um período em que eu estava realmente sofrendo emocionalmente comigo mesmo e eu escrevi uma música com Jinhwan hyung sobre essas memórias.

Junhoe: Tem tantas histórias por trás (das músicas ), é muito difícil falar somente sobre uma. Eu vou apenas dizer que estou trabalhando muito.

B.I: Junhoe é uma máquina de compor, doo tipo chinesa, da que faz produção em massa.

 

A emoção que os membros mais querem passar nas músicas do iKON é “exuberância”, ao invés de passar apenas animação, passar exuberância, é fácil de dançar junto.

 

B.I: Se tudo for como planejado, o segundo álbum terá muitas partes de ddaechang {animação/cantar junto 🌸a famosa parte farofa 🌸}. Ddaechang que iria chocar até o Eminem.

Já que esse é um grupo que leva suas performances ao vivo ao seu máximo, nós esperamos que esses ddaechangs tremam tetos dos estádios e até as damas mais chiques dance e balance.

Jinhwan: Até porque, nós perdemos nosso charme em nome das nossas performances haha.

Junhoe: Nós vamos até deixar nossas vozes falharem para nossas performances. Nós vamos até nos deixar ficar sem fôlego, e vamos ter que respirar alto/pesado. Estou te dizendo, é sempre tão difícil cantar Apology haha.

 

Nós tivemos a experiência de ouvir o ddaechang tocando no estúdio da <Vogue>. Eles andaram meio sonolentos, e levou 7 horas para que eles transformassem o estúdio em sua sala de jogos, cada membro jogando em seus celulares. Quando era dito para eles tirarem fotos em grupo com os microfones, cantando alto, um medley ddaechang do hino nacional, Dokudo is our Dad e Arirang, foi tocada.

 

Assim como nós vimos nos programas de sobrevivência, o trabalho em grupo de iKON é parecido com o que você vem em um grupo de amigos da sua vizinhança, que cresceram juntos. Nenhum pouco estranho, mesmo quando não é dito nenhuma palavra. Sermões, insultos, elogios, brincadeiras, aegyo, opiniões e discussões vão e vem a cada segundo. Sempre que Song Yunhyeong troca de roupa, ele vai pro lado dos membros sem razão nenhuma antes de tirar fotos, e sempre que os membros terminam de

fazer o cabelo e maquiagem, Koo Junhoe os compara com pessoas famosas como John Travolta ou David Bowie. A guitarra, que foi usada na sessão de fotos, foi passada do Bobby para Yunhyeong, do Jinhwan para B.I, e depois para Jung Chanwoo. Eles discretamente tomam conta do B.I, que dormiu enquanto esperava para fazer sua maquiagem. Eles dançavam, e terminaram sentando e jogando em seus celulares.

 

Junhoe: Nós gostamos dos nossos dormitórios, também. O quarto que Donghyuk, B.I e eu dividimos é o pior, mas nós usamos como se fosse nossa segunda sala de estar. O melhor quarto é provavelmente do Jinhwan hyung? E se nós nos sentimos desconfortáveis com algo, nós todos se reunimos e falamos sobre isso.

Chanwoo: Yunhyeong hyung tem realmente gostos culturais. Ele fará qualquer coisa que nós pedimos. Seu risoto de queijo, rolinhos de ovo e Kimchi são os melhores. Morar junto nos ajuda a sincronizar os estilos de vida.

Yunhyeong: De alguma forma nossas vidas são similares. Nós nos levantamos juntos, e comemos juntos, e então malhamos juntos e trabalhamos juntos.

 

Eles estão se parecendo tanto um com o outro, até os seus músculos estão da mesma forma. Quando alguém começa a falar com sotaque engraçado, se espalha rapidamente para os outros membros. E não há segredos entre eles. Ultimamente, eles passam a maior parte do tempo na sala de gravação e falando sobre jogos mas, os que eles falam sem parar, é sobre suas carreiras. O tipo de música que querem fazer. Se afetar o álbum ou a coreografia, ficar acordado a noite toda não seria tempo o suficiente para eles.

Bobby expressou que uma performance não coreografada, apenas com rap seria legal. Já B.I prefere uma vocal forte com apenas um microfone no palco, mas disse que sabe que o iKON deixa o palco completo trabalhando como um time.

Song Yunhyeong é quem chegou mais longe considerando o fato de que pensou em desistir em um período antes de seu debut, afirmou que “esses caras” são a razão a qual ele continuou a querer fazer música.

 

Yunhyeong: Eu estou falando sério. Graças aos membros, eu aprendi mais sobre música e me apaixonei mais ainda. Eu desenvolvi uma grande paixão pela música porque eu queria fazer isso com eles.

B.I: Eu acho que se existe uma pessoa que sente nossa música dentro dela, nós continuamos dançando e cantando. E eu espero que um dia possamos sentir isso quando escutamos nossa própria música também.

Bobby: Eu estarei mentindo se não disser que a maioria disso não tem a ver com a nossa família, eu tenho o dever de dizer isso, assim como pelo o dinheiro. Mas eu digo isso porque eu ainda tenho sonhos que quero alcançar. Digo isso por esses sonhos.

 

B.I que não parou de fazer piadas todo esse tempo, dizendo que é o mais engraçado e se sentiu assim depois de fazer esse cabelo, define o futuro do iKON, usando palavras chaves como “grupo de kpop bem sucedido”, também como “na moda” e “futurista”. Ele também completa dizendo que seus objetivos para o futuro são os mesmos da sua época de debut, Fazer seu nome (iKON) ser conhecido.

 

B.I: Nós podemos parecer mais maduros, mas não tivemos muitas oportunidades de nos mostrar de outra forma. Nós queremos mostrar nossa ‘cor’ melhor e mais fiel possível com uma imagem amigável com o nosso próximo álbum.

 

Esses jovens garotos se transformaram em crianças que podem fazer ótimas performances, como quiserem.

 

Junhoe: Eu acho que a coisa mais legal é a fé. Quando nós debutamos, alguém da nossa empresa disse, “ na minha opinião, esse cara sendo ou não legal, eu acho que ele acredita que é realmente legal” e eu pensei, ah, é isso, se eu acreditar que sou bom, eu vou parecer bom.

 

Os garotos de <Sing Street> são exatamente assim, “ Os Beatles nem chegam perto de nós”.

 

iKON realmente acreditaram que eram bons, e então nós acreditamos que eles são bons. Sinceramente, é tudo que essa nova geração precisa. Todos os idols deveriam ser “futuristas”.

 

 

© young_1092

Eng Trans: ikonOT7

Equipe iKON Brazil

 

Post escrito por Angel