B.I PARA A REVISTA F.OUND – EDIÇÃO DE MARÇO (Parte 1)

15 de novembro 2016 Entrevistas

tumblr_o3ecyci0nh1teqx8xo1_1280

 

Entrevistador: Você fez muita coisa com 21 anos comparado com outras pessoas da mesma idade. O sonho que o Indian boy (entrevistador está se referindo ao B.I) tinha aos 14 anos, o quanto você acha que ele conseguiu alcançar?

Hanbin: 7 anos se passaram, então se eu medir contando com os 7 anos eu acho que consegui alcançar 30% do sonho. Creio que alcançarei 60% daqui mais 7 anos.

 

Entrevistador: Você acha que conseguirá chegar perto de 100% antes da época de você se alistar?

Hanbin: Não. Mas só preciso chegar a 100% antes de morrer.

 

Entrevistador: Por que você saiu da escola? Isso não é uma decisão fácil de se tomar na Coreia.

Hanbin: Sim, não foi uma decisão fácil. Na verdade, enquanto eu estava me promovendo como Indian Boy aos 14 anos eu ainda estava na escola. Então eu ia para a escola pela manhã e para a sala de pratica de tarde. A música era mais importante para mim do que o tempo que eu gastava na escola. Eu nunca fui bom nos estudos e eu era péssimo em fazer amizades.

 

Entrevistador: Qual foi a opinião dos seus país sobre você deixar a escola para se dedicar a carreira musical?

Hanbin: Eles me apoiaram. Eles me deixaram fazer o que eu queria.

 

Entrevistador: Interessante. Há algo que você esteja interessado ultimamente?

Hanbin: Desenhar/Arte. Eu quero ter os sentimentos de um curador (Curador é o profissional responsável pela concepção, montagem e supervisão de uma exposições de arte.) Eu não sei desenhar bem, mas eu realmente gostaria de colecionar arte.

 

Entrevistador: Como que tipo de líder você quer ser lembrado?

Hanbin: Geralmente, eu não ajo como um líder. Eu só “viro” um líder quando estamos gravando ou na sala de prática. O que eu devo dizer? Eu acho que quero ser lembrado como um líder grato. Algo como, quando o tempo passar eles se lembrem de mim e pensem “Ah, isso foi tudo graças a ele.”

 

Entrevistador: Quão frequentemente você procura/olha críticas?
Hanbin: Eu não procuro por elas, mas se elas aparecem para mim eu vejo. Eu ganhei certa tolerância, então agora eu não me importo com quase nada. Sendo boas ou ruins eu as filtro e só absorvo o necessário.

 

Entrevistador: Você mencionou que está interessado em artes. Você deveria ir a algumas exibições. A inspiração das artes podem te ajudar a ter inspiração para sua músicas.

Hanbin: Eu quero ir mas não tenho tempo. Eu queria que alguém que conhece sobre arte me levasse para uma exibição *risos* Eu acho que a chance virá se eu continuar fazendo meu trabalho bem.

 

Entrevistador: Você poderia dizer algumas palavras para pessoas que querem fazer música como você?

Hanbin: Uma pessoa precisa de ambição para conseguir uma chance. Se você tem um sonho, então é óbvio que você quer se sair bem nisso, certo? Você não consegue sobreviver nesse mundo cruel só por trabalhar duro mas eu espero que você(s) não desistam. Não existe nada que seja impossível. Claro que nem mesmo eu consegui muitas coisas ainda, mas eu continuo seguindo em frente. Se esforce e não desista.

 

Entrevistador: Quando você trabalha com seu grupo e algo da errado você fica bravo ou os encoraja?

Hanbin: Eu costumava ficar REALMENTE bravo, mas seu eu fico bravo eu e eles apenas ficamos mais cansado. Então agora eu tento ao máximo ter o coração como o de Buddha.

 

Entrevistador: Quando vocês estavam indo para a audição do SMTM você disse para o Bobby “Nós seremos ignorados, certo?” Por que você pensou que seriam ignorados?

Hanbin: Naquela época os idols não iam nesse programa. SWTM era conhecido por ser um programa do Underground e nós eramos trainees da YG se preparando para sermos idols e então achei que não causaríamos uma boa impressão por causa do preconceito contra nós.

 

Entrevistador: Você tem mais inspiração para compor quando está tendo um tempo díficil ou um tempo bom?

Hanbin: Quando estou tendo um tempo difícil. Para as letras e para as músicas também. As letras especialmente, veem mais fácil quando estou tendo um tempo difícil.

 

Entrevistador: Qual sunbae você gostava na YG?

Hanbin: 1TYM. Eu realmente gostava deles e de Big Bang hyungs.

 

Entrevistador: O que você faz quando há algo que você realmente quer mas isso não funciona?

Hanbin: Mesmo se eu parar no meio, eu continuarei a fazer isso. Eu sou o tipo de pessoa que só desiste quando vê o fim de algo.

 

Entrevistador: O charme dos artistas da YG é que eles sempre fazem o que querem durante uma live e isso parece legal. Você está tendo um tempo díficil nas danças?

Hanbin: Mesmo que eu não consiga eu faço. Eu posso fazer isso. Eu lido bem com coisas que são difíceis.

 

Entrevistador: Eu entendo que iKON tem muitas coisas que vocês gostariam de fazer, mas Rithm Ta e Anthem tem um sentimento bem Hip Hop e as outras músicas como My Type, Apology e o MV de Dumb & Dumber mostrou uma imagem feia/engraçada de vocês. Não é ruim que no meio de tantas imagens faz vocês parecerem que não encontraram a própria imagem?

Hanbin: As vezes aconteceu dessa forma enquanto eu estava trabalhando

 

[…]

 

____

Fonte: GQ KOREA

Trad KR-ENG: ikonrelatable

Trad ENG-PT: Angel

Equipe iKON Brazil

Não retire sem os devidos créditos