Bobby dá uma “descrição faixa por faixa” do álbum “Love and Fall”: desde inspirações por filmes até colaboradores do Kpop.

6 de outubro 2017 Sem categoria

bobby-ikon-2017-YG-Entertainment-billboard-1548

Enquanto que para os fãs pode ter sido uma surpresa ouvir que o membro do iKON, Bobby, estava se preparando para um álbum solo completo com menos de dois anos desde o debut de seu grupo; o jovem de 21 anos tem esperado por seu momento para provar a si mesmo que é um criador/compositor competente.

“Eu queria ser um músico antes de me tornar um rapper,” diz Bobby — que passou a maior parte de sua infância na América, antes de se mudar para Seul e treinar para sua carreira no K-pop — enquanto fala sobre suas ambições e conta sobre suas inspirações por trás de seu LP Love and Fall. “Antes de querer ser um músico, eu queria ser um artista. Eu queria aproveitar essa chance para mostrar vários lados de mim mesmo e que eu posso me encaixar nesses vários papéis.”

Artisticamente, Bobby alcançou esse objetivo com Love and Fall, saindo do hip-hop difícil de atingir, pelo qual ele é conhecido (“Up” e a tocante faixa “Runaway”) para cantar na refrescante e tropical-dançante faixa “I Love You” e se arriscando em baladas com foco no ritmo R&B como “In Love.” Fãs também têm dado suas aprovações ao esforço, com Love and Fall levando o 2° lugar no Billboard’s World Albums chart em seu lançamento, alcançando a melhor posição que o iKON já atingiu até então.

Enquanto até PSY tem olhado para Bobby e seus companheiros de grupo do iKON como “A próxima geração que vai levar a história do K-pop para frente” (“Eu me sinto honrado sabendo que uma pessoa que eu realmente admiro pensa assim,” diz Bobby), a exploração de diferentes gêneros musicais em Love and Fall, prova que o iKON tem uma arma secreta de criatividade em Bobby, também evidenciado pelo vasto conjunto de visões e obras de arte que ele compartilha na gravação.

“I Love You” — “Não é fácil para o amor vencer o tempo,” ele diz sobre sua faixa que foi inspirada por ‘A Man and a Woman’, um quadrinho (também conhecido como “webtoon”) popular na Coréia em 2014, que trata sobre relacionamentos quando se tem 20 anos. “Eu queria expressar isso com animação e a sensação de se ‘desapaixonar’ — o apego é a única coisa que sobra.”

“Runaway” — “Eu queria receber empatia de pessoas que desejam escapar,” Bobby compartilha sobre sua primeira canção solo, que ele criou para este projeto há dois anos atrás. “Quando eu passo por pessoas mais novas nas noites de sexta-feira, quando eu estou saindo do trabalho, olhando pela janela do carro, etc., às vezes eu fico com inveja.”

“Alien” — “Nós quase sempre vemos em dramas [coreanos] um cara rico se apaixonar por uma garota pobre, porém pura e inocente. E eu quis colocar esse tipo de história em uma música.”

“Tendae” — “Essa música é sobre um cara que está ‘na pior’ e tem algo a dizer pra uma garota,” ele fala sobre a faixa que foi inspirada pelo clássico ‘500 Dias com Ela’, estrelado por Joseph Gordon-Levitt e Zooey Deschanel. “É sobre um cara que quer sair da ‘friend zone’.”

“Up” — “Nós nos divertimos muito,” Bobby fala sobre sua colaboração com o membro do WINNER, Mino, nessa faixa que foi gravada enquanto os dois estavam trabalhando em seu projeto da unit MOBB. “Nós não estávamos realmente pensando muito enquanto fazíamos essa música.”

“Secret” — “Enquanto eu estava trabalhando nessa música, DK estava comigo, entre trabalho e brincadeiras um clima adequado para que ele participasse da música surgiu naturalmente,” ele compartilha sobre a faixa que tem a colaboração de seu colega de grupo.

Então eu disse pra ele, “Eu acho que essa musical seria melhor com a sua voz’ e então ele resolveu participar. Eu também pensei que a voz doce da Katie [Vencedora do Kpop Star 4 e cantora da YG Entertainment] seria como a cereja do bolo, então eu fiz o convite à ela… meus membros [iKON] ficaram impressionados com o resultado. Quando foi confirmado que eu lançaria meu álbum solo, meus membros ficaram mais que felizes por mim, porque eles foram as pessoas mais próximas a acompanharem o processo de criação.”

“In Love” — “Eu fui inspirado pelo filme ‘O Diário de uma paixão’.”, diz Bobby sobre a faixa mais próxima de uma balada do álbum. “Os personagens principais, Noah e Allie, estavam desesperadamente apaixonados. Quando Noah vai embora para servir na Segunda Guerra Mundial, sua partida é como um veneno para Allie. Mesmo ela indo embora, Noah continua esperando ela voltar. Eu realmente gostei da história”.

“Swim” — A última composição do álbum, “Swim” foi inspirada por uma simples foto, que Bobby descreve como “Um cara e seu quarto inundado por água. A partir dessa foto, eu criei a letra.”

“Firework” — “Eu sempre pensei que fazer uma música para alguém especial era algo realmente romântico,” ele diz sobre a faixa inspirada na trap-music. “É por isso que eu decidi fazer uma música para várias pessoas não específicas. Talvez eu tenha realmente me tornado um homem de várias mulheres.”

“Lean on Me” “Essa música é para aqueles que já se feriram, mas têm que lidar com a realidade sorrindo,” ele fala sobre a faixa de encerramento do álbum. “Todos deviam ser felizes, mas a vida pode ser difícil às vezes. Essa música é para animar estas pessoas, para mostrar a elas meu apoio.” Ele acrescenta uma mensagem para os fãs que têm animado e torcido por ele: “Eu vou tentar mostrar melhoras no meu trabalho. Por favor, se lembrem: O que não me matar, me fortalecerá!”

Matéria feita por Jeff Benjamin

_____
FONTE: BILLBOARD

Bobby: “Eu quero me tornar um artista versátil”

6 de outubro 2017 Sem categoria

O rapper sul coreano-americano fala sobre o processo criativo por trás do seu LP de debut solo “Love and Fall”, mostrando sua alma através de uma plataforma pública e diz que quer visitar a Índia. 바비5-768x1062

Quando o Bobby começou a trabalhar no seu álbum ainda em 2015, ele já sabia o que queria mostrar e para onde ele queria ir. De fato, isso sempre esteve claro. Nascido em Seul, Kim Jiwon se mudou para os Estados Unido, e um tempo depois disso, o rapper sul-coreano americano, construiu rápido sua reputação como um “rookie estrangeiro” que desafiou todas as possibilidades para se destacar na cena pesada do Hip Hop no Kpop. Ele, inicialmente, chamou atenção por ganhar fama ao ser o participante mais novo a ganhar o Show Me The Money 3, em 2014, uma competição acirrada de rap na TV. E ele foi conquistando espaço no  K-Hip Hop através de colaborações com Epik High, Dok2, Beenzino e mais, tudo isso com apenas 18 anos.

Ele esperou para debutar como membro de um grupo composto por 7 integrantes da YG Entertainmet, iKON, em 2015. Garantindo a ele um estrelato no K-Pop também, mas estava longe de terminar por aí.Eu quis que este álbum fosse refinado/aperfeiçoado.”, o então rapper com agora 21 anos conta para a Rolling Stones Índia sobre os objetivos que ele traçou tempos atrás para o seu solo debut. “Eu também quero mostrar que também posso ir para vários gêneros musicas dentro do spectrum da música.”

Love and Fall, finalmente foi lançado em setembro deste ano, foi uma promessa cumprida do Bobby para ele mesmo. O LP mostra uma rápida passagem da sua imagem pesada do Hip Hop mostrado no iKON e no MOBB ( um dueto com o rapper do grupo Winner, Mino, feito em 2016) para explorar caminhos no Pop, R&B e dancehall. A abertura do LP se dar com a viva e tropical “I LOVE YOU”, depois passa para a intensa e profunda “RUNAWAY e a seguir deixa a atmosfera animada novamente com “TENDAE”, todas elas trazem o vocal rouco do Bobby.  E assim é o tema que ele traz por todo o álbum, antes de vim com uma orquestra e um vocal refinado em “IN LOVE”. Para fãs mais antigos, foi uma absoluta surpresa e muitos foram para as redes sociais falar sobre a (agradável) surpresa por terem sido capazes de ver um lado suave do rapper, que é conhecido por seu rap rápido e energético. No começo, eu também não era familiarizado com esse meu lado também.” , confessou Bobby. Mas eu queria expor mais de mim mesmo para o público. Assim, eu trabalhei duro para isso. Foi divertido.”

Eu estava acostumado a trabalhar em união com o iKON e MOBB, então lançar um álbum com 10 faixas não foi a coisa mais fácil do mundo. “Preencher cada faixa que duram de 3 a 4 minutos apenas com a minha voz… Foi um pouco difícil.”, ele admitiu. “Mas o fato de que eu pude falar com minha própria voz e expressar meus pensamentos foi uma grande vantagem.” Ele teve uma pequena ajuda de um total de três, incluindo Mino, DK ( companheiro de grupo, iKON) e uma trainee da YG Entertainment, Katie Kim, como colaboradores. Quando eu estava trabalhando no meu álbum, eu não estava preso com o pensamento de que ‘Eu tenho que lançar logo’.”, Bobby disse. “Eu apenas curti todo o processo de fazer música. Então, eu realmente não vim com o pensamento ‘Essa pessoa em particular tem que participar nessa música em específico ’- Isso foi onde eu senti.”

Um pouco de MOBB também brilhou através “UP”, uma obscura e pesada música na qual Mino participa, e também tivemos um pedacinho do iKON em “SECRET” (cortesia do DK que co-escreveu e participou da música), mas como um todo, LOVE AND FALL se destaca na discografia do Bobby graças ao quão diferente ele (álbum) é de tudo que Bobby já fez.

Eu perguntei a ele se ele quis desenhar uma linha para diferenciar como ele é no iKON e MOBB, do que ele é como artista solo, e ele disse que não foi o caso. Bom, eu não tive muita consciência de que desenhei uma linha.”,ele disse. “Eu acho que eu recebi muita influência de músicas e coisas que eu gosto ou estava impressionado, então elas naturalmente se misturaram com o resultado final do meu álbum. Eu não quis provar que ‘Atualmente rappers também são bons em cantar’, eu apenas quero me tornar um artista versátil”

Assim com vocês escutaram, no começo dos anos 2000, as influência de R&B e HIP HOP old school estão se conflitando e se harmonizando com seus estilos e familiaridades em LOVE AND FALL. Bobby explicou que suas inspirações vieram das lendas do Hip Hop coreano, Dinamic Duo, e do produtor de Hip Hop americano, Nas. Entretanto, as influências musicais são apenas uma fatia da nostalgia que constrói a fundação do LP.Receber inspirações é algo muito importante e sensível”, disse Bobby. “Eu recebi muita inspiração através de filmes e webtoons. Por exemplo, eu recebi muita inspiração de um famoso webtoon coreano chamado ‘Man and Woman’ quando estava escrevendo I LOVE YOU, e RUNAWAY é sobre a minha vida.”

바비2-480x663

Bobby escreveu RUNAWAY em 2015 e revelou que trabalhou bastante nela alguns dias antes de ser lançada no dia 14 de Setembro de 2017. A faixa é de cara a mais poderosa e honesta música lançada no Kpop neste ano. Ela fala das dificuldades, da saudade de casa, exaustão, depressão e frustrações que o rapper sofreu durante a sua carreira. Enquanto o vídeo clipe – filmado em Virgínia onde morou nos EUA – retrata a história dele deixando a sua casa e seus pais nos Estados Unidos, e indo para a Coreia do Sul atrás da sua música, o ponto central da música alude ao ‘escapar da vida de estrelato para viver sem limitações’. “Quando eu saio do trabalho, eu vejo pessoas com idade parecida com a minha se divertindo lá fora”, relembrou Bobby do momento ainda em 2015 quando RUNAWAY ‘nasceu’. Eu pensei comigo mesmo, ’Eu nunca poderei me divertir como eles. Mas eu gostaria de ter uma chance algum dia.’ E foi assim que a música começou.”

Bobby enfrentou uma grande mudança para a Coreia do Sul quando tinha 16 anos e foi selecionado como trainee da YG Entertainment e deixou para trás os seus pais, amigos e toda a sua vida para ir em busca dos seus sonhos. Não foi uma jornada fácil, ficar sozinho num país em que não era familiarizado, mas Bobby continuou mesmo assim. Alguns dos meus amigos que moram nos EUA falam que a Coreia do Sul é um ótimo país para se divertir mas não para se viver… Eu não tenho muita certeza quanto a isso. Em qualquer lugar em que eu esteja, eu só quero ficar próximo de onde eu trabalho.” Muitos fãs do Bobby se identificam com ele justamente por conta de todas as dificuldades de ser um “deslocado” nas duas culturas, a americana e coreana, devido a sua educação e ele está ciente disso. Eu perguntei o que ele diria para crianças/adolescentes que também saíram de casa para buscar de seus sonhos, e ele disse “Eu quero compartilhar a seguinte mensagem: O que não me mata, me faz ainda mais forte.

A mensagem é universal e os fãs da Índia não são excluídos dessa narrativa. Muitos estão presos devido a mentalidade indiana de divisão por raça e a eterna busca por carreiras criativas. Muitos deles estão criando voz e agradecendo nas redes sociais artistas como o Bobby, por escreverem sobre seus medos e frustrações, pois na música eles (jovens) percebem que não estão sozinhos.

Eu quero visitar a Índia.”, Bobby disse quando eu falei sobre isso a ele. E ele ficou maravilhado por sua habilidade musical conseguir ultrapassar a barreira da linguagem, cultura e distância. “Escutar que minha música ultrapassou barreiras é realmente excitante.” Isso tudo veio como um ciclo completo para ele, desde achar conforto em artistas estrangeiros quando era criança, e agora ele se tornou aquele artista estrangeiro no qual pessoas buscam conforto, até mesmo em lugares distantes como a Índia. “Conseguir passar o sentimento de quando eu escutei uma música estrangeira pela primeira vez, para outras pessoas… É muito legal.”

Matéria da Riddhi Chakraborty‏.

________
FONTE: ROLLING STONES INDIA

ROTEIRISTA DA “SELVA” ELOGIA A PAIXÃO INFINITA DO YUNHYEONG

21 de setembro 2017 Sem categoria

0000281067_001_20170921145425243

Park Mira, roteirista do programa da SBS ‘Law of the Jungle’ elogiou o membro do iKON, Yunhyeong, por ser “um amigo que realmente trabalha duro”.

Durante a premiere do ‘Law of the Jungle’ da SBS, Park comentou que o Song Yunhyeong foi o último a ser “recrutado” para série. Houve muita dificuldade por conta da YGE.

Park comentou, “Eu não sabia que Song Yunhyeong era fã do nosso show. Ele é muito puro e trabalhador. Assim que eu o encontrei, soube que seria ótimo trabalhar com ele.” Ela adicionou, “Yunhyeong estava ocupado no período em que nós deveríamos viajar para Fiji, por causa disso, não conseguimos filmar seu vídeo introdutório, mas ele nos enviou 3 tipos diferentes de vídeo. No seu grupo, ele é chamado de “Chef Song” e ele nos enviou um vídeo cozinhando anchovas com algas, um outro dele escalando uma árvore e por último um vídeo dele junto com os membros do iKON reassistindo aos episódios do ‘Law of the Jungle’. Ele realmente trabalhou duro/se esforçou.”

Ela também completou com “Na selva, mesmo quando não tinha câmeras, ele se esforçava bastante e não era luxuoso. A equipe continuava mostrando a ele os lugares em que as câmeras estavam filmando. Ele não é super popular agora, mas eu espero que através do programa mais pessoas possam saber sobre ele.”

___________
FONTE: NAVER
Trad KR-ING: iKON_GLOBAL
Trad ING-PT: Mari